Produtos e serviços

Nossos serviços

Com uma equipe de técnicos qualificados hoje possuímos um tratamento diferenciado que foca na qualidade e eficiência para trazer os melhores resultados, trabalhando com todos os tipos de sistemas de climatização.

Soluções e projetos

A LHL conta com uma equipe totalmente qualificada, especializada e experiente. Elaboramos desde projetos residenciais de pequeno porte, até grandes projetos comerciais, customizados de acordo com as necessidades do cliente.

Manutenção

Atuando no mercado acom instituições públicas e privadas, a LHL é hoje responsável por milhares de aparelhos de ar condicionado, atendendo instituições de ensino, estabelecimentos comerciais, escritórios, laboratórios, cozinhas, etc.

Instalação

A LHL trabalha com instalação comercial e residencial, para quem já possui um aparelho ou um sistema de climatização e deseja uma instalação rápida e segura, e com a execução de projetos de climatização.

Saiba mais

Quer investir em um projeto de qualidade?
Aqui na LHL você faz isso!

Fale com nossa equipe!

    Quer investir em um projeto de qualidade? Aqui na LHL você faz isso!

    Esperamos seu contato!

    Fale com nossa equipe!

    Esperamos seu contato!

    LHL é credibilidade

    Quer investir em um projeto de qualidade? Aqui na LHL você faz isso!

    Instalação

    A LHL também trabalha com instalação industrial, comercial e residencial, para você que adquiriu um aparelho, ou um sistema de climatização com diversos aparelhos, e deseja uma instalação rápida e segura, ou você que procura uma equipe para executar um projeto de climatização.

    Nossas equipes possuem vasta experiência na instalação de sistemas centrais (Self, Splitão, Chiller, VRF), fabricação e montagem de dutos e instalação de infraestrutura para sistemas Split.

    Manutenção

    A LHL possui expertise em manutenção preventiva e corretiva de sistemas de climatização. Atuando no mercado através de contratos com instituições públicas e privadas, hospitais, clínicas e indústria, a LHL é hoje responsável por milhares de aparelhos de ar condicionado, atendendo instituições de ensino, estabelecimentos comerciais, escritórios, laboratórios, cozinhas, etc.

    Em se tratando de manutenção preventiva, nosso serviço se sustenta em dois pilares fundamentais: excelência técnica e saúde coletiva. Isto quer dizer que nossa preocupação não é somente o funcionamento normal do aparelho, mas, mais que isso, a qualidade do ar que você respira.

    Nosso serviço atende todas as normas e requisitos legais vigentes, incluindo a geração de Plano de Manutenção e Controle (PMOC) e Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) na assinatura do contrato.

    Soluções e Projetos

    Contando com uma equipe experiente e altamente qualificada, a LHL elabora desde projetos residenciais de pequeno porte, até grandes projetos comerciais, customizados de acordo com as necessidades do cliente. Sejam sistemas centrais, de água gelada, VRF, de exaustão, controle de humidade, controle de resíduos, enfim, qualquer que seja a demanda de condicionamento de ar, aquecimento ou ventilação, a LHL oferece uma solução de acordo com o seu perfil.

    Se você já possui um projeto e agora quer vê-lo sair do papel, a LHL também possui uma equipe altamente treinada em instalação e obras de infraestrutura para sistemas de climatização. Com mais de dez anos de experiência, a LHL possui um currículo que conta com hospitais, laboratórios, agências bancárias, instalações comerciais e industriais.

    Na LHL buscamos sempre nos atualizar sobre as melhores técnicas e práticas de trabalho, e garantimos o uso dos melhores materiais disponíveis no mercado, sempre respeitando as normas e legislação vigentes, a comunidade e o meio-ambiente.

    A LHL oferece garantia de 6 meses na instalação e também a possibilidade de contratação do nosso serviço de manutenção preventiva com preço especial para aparelhos cuja instalação foi realizada pela LHL.

    Dessa forma, oferecemos a possibilidade de que seu aparelho possa estar sob nossos cuidados desde o momento em que nossa equipe chega ao local da instalação, até o fim da vida útil do aparelho. Entre em contato e marque uma visita técnica!

    Sistemas & equipamentos

    Ar Condicionado Central é indicado para grandes projetos por causa do seu alto custo sendo que em longo prazo são mais eficientes no uso de energia. É muito fácil identificar estes aparelhos, pois utilizam um conjunto de máquinas de grande porte. Geralmente as torres de refrigeração ficam localizadas no topo ou ao lado de edifícios. O condensador fica integrado à torre de arrefecimento, recebendo água à temperatura ambiente ao gás refrigerante, o que faz diminuir a temperatura do mesmo antes de passar pelo compressor. Sem o condensador, o compressor teria de trabalhar muito para comprimir gás refrigerante quente, gerando maior consumo de energia e, por sua vez, mais gastos. Esse sistema se assemelha bastante ao ar dutado, visto que a distribuição do ar é feita da mesma forma. O sistema, juntamente com a rede de dutos deve ser feita previamente, caso contrário as obras serão extensas.

    Sistema de Água gelada com fan-coil
    A água gelada que sai do sistema é distribuída pelo edifício dentro de tubulações. Em cada andar existe uma ou mais máquinas, chamadas de fan-coil. Por dentro do fan-coil, além de tubos em forma de serpentina, há um ventilador que joga o ar por entre essas tubulações. Este ar perde calor, fica frio e é conduzido à rede de dutos espalhada pelo escritório. Entre as vantagens do sistema central está a concentração da grande carga elétrica junto ao chiller, o que dispensa tomadas especiais em outros pontos da edificação. Ele é o mais adequado para projetos que preveem o insuflamento de ar pelo piso ou o chamado “teto frio, geralmente é utilizado em Shoppings Centers.

    Termoacumulação
    Esta tecnologia utiliza de uma forma de “acumular frio” em horários estratégicos o qual o consumo de eletricidade fica mais barato (geralmente a noite). Isso possibilita que o uso de compressores durante o dia seja reduzido. Este sistema necessita ser projetado através de softwares para acumular água gelada além de seus equipamentos terem que trabalhar com duas temperaturas. Uma para fazer gelo e outra para refrigeração normal. Para que a água não congele, usa-se um aditivo especial. A eficiência dependerá daLHL – Climatização – Ar Condicionado Centralquantidade de gelo utilizada no processo.

    VAV
    A sigla significa Volume de Ar Variável. O uso ideal para este sistema é quando o projeto em questão abriga salas fechadas. O VAV é um mecanismo composto por válvulas de vazão que possuem um termostato individual. Quando ligadas eletronicamente a um computador central para controle do fluxo de ar, as válvulas conseguem dirigir a temperatura de cada ambiente. O sistema VAV é usado em uma variedade de locais, incluindo lojas de varejo, auditórios, espaços de escritórios e algumas casas maiores.

    Sistema tipo Split
    Esse sistema leva este nome pois possui mais de uma unidade. Ele é o mais adotado em residências, por serem silencioso e econômicos. Em prédios comerciais, o sistema split é utilizado em prédios antigos que querem ser climatizados. Alguns empreendimentos também adotam o uso de multi splits, podendo ter duas ou mais evaporadoras com apenas um condensador.

    Sistema VRV
    Muito semelhante ao multisplit, porém possui maior capacidade (com até 64 máquinas). Versáteis e flexíveis, possuem um sistema inteligente de comandos eletrônicos que permite que o gás refrigerado seja direcionado para os locais onde a demanda é maior. Escritórios de pequeno e médio porte onde não há sistema central optam por esse tipo de aparelho já que é de fácil expansão e com grande facilidade de adaptação.

    Sistemas Self
    O sistema Self ou Self- Contained (tudo contido numa máquina só) é o mais eficaz, segundo alguns técnicos, pois reúne condensadora e evaporadora num gabinete que pode resfriar um andar inteiro.

    Janeleiros
    São os mais tradicionais. Ele concentra todos os componentes em um só aparelho: condensação, compressão, evaporação e ventilação. Esse aparelho, pela sua limitação, normalmente é usado em escritórios menores. E também em prédios antigos que não possuem sistema de ar-condicionado central.
    Por fim, independentemente de qual seria a opção desejada, o bom ar-condicionado é aquele que atinge a eficiência térmica promovendo conforto. Por mais que sejam alvo de reclamações, hoje em dia um aparelho de refrigeração é produto indispensável nos escritórios e prédios comerciais. A temperatura ideal para ambientes de trabalho fica na casa dos 20 e 24ºC. A parte de instalações em edifícios comerciais teve grande evolução nos desenvolvimentos dos últimos anos.

    Existe um tipo de ar condicionado Self Contained, reúne todas as unidades dentro de um aparelho só. É mais eficaz do que os modelos splits tradicionais, reunindo a condensadora e evaporadora num gabinete que pode resfriar um andar inteiro.

    Este equipamento que tem a largura de duas geladeiras e mede, em média, 1,70 de altura é sinônimo de eficiência em refrigeração.

    Carga térmica e indicações de uso

    Este tipo de equipamento é direcionado para ambientes comerciais de médio e grande porte, como bancos e escritórios devido a sua capacidade térmica. É possível encontrar aparelhos self contained a partir de 3 TRs (equivalente a 36 mil BTUs), podendo atingir até 60 TRs.

    Solicite Orçamento para Manutenção, Instalação e Venda para Self Contained
    Funcionamento
    Os selfs, como também são chamados, resfriam tranquilamente um andar inteiro de um prédio mantendo de maneira uniforme a temperatura dos ambientes. Os selfs também são apresentados de duas formas:

    Insuflação direta, no qual fica dentro do próprio ambiente.
    Dutado: fica instalado na sala de máquinas e faz o transporte do ar gelado através de uma rede de dutos.
    Geralmente o aparelho fica instalado na casa de máquinas do prédio e pode ser acionado manualmente ou por controle remoto. Os selfs não vêm equipados com automação, mas é possível adaptar o aparelho com um sistema programável, conforme a necessidade do cliente.
    Gases refrigerantes e manutençãoLHL Climatização – Self Contained

    No sistema dos selfs são usados dois gases refrigerantes: o R22 ou o 410A (gás ecológico). Porém, a tendência é que, daqui alguns anos, seja usado somente o 410A. Existem dois tipos de Self Contained, uma com condensador a água que requer uma torre de resfriamento e a outra com condensador a ar, podendo esse último ainda ser na própria Self ou ser um condensador remoto.

    Situação Atual
    O uso destes aparelhos é bem comum em projetos comerciais que necessitem de uma carga térmica alta. Acredita-se que esta tecnologia ainda perdure por um bom tempo no mercado devido a sua eficiência. Vale lembrar que os modelos self contained não têm ciclo reverso, ou seja, só resfriam.

    Os Chillers são, basicamente, resfriadores de água. A água gelada produzida por eles é utilizada com o objetivo de arrefecer (resfriar) o ar, produtos ou equipamentos conforme a necessidade. Esses equipamentos passaram por uma mudança em sua nomenclatura nos últimos anos no Brasil. O que antigamente poderia ser apenas o equipamento de Unidade de Água Gelada, hoje é o famoso chiller.

    O sistema é indicado para eventos, indústrias alimentícias e farmacêuticas, projetos do governo, hospitais, logística, aeroportos, estações de metrô, pistas de patinação no gelo, equipamentos de telecomunicações e refrigeração em geral.

    Partindo para uma abordagem teórica, trata-se de uma unidade exterior à qual podem ser interligadas diversas unidades interiores, gerando a capacidade de resfriamento da água, que é o fluído utilizado como meio de transporte do calor ou frio para cada divisão da sua moradia. Os chillers são muito usados nos sistemas VRV’s.

    Funcionamento
    O funcionamento parte através do compressor, quando a pressão no seu lado superior e a sucção no inferior fazem com que o líquido refrigerante flua do receptor para a válvula de expansão. Esta válvula introduz o refrigerante no evaporador – como gás – onde esse troca calor com a água que passa pela serpentina. O refrigerante sai do evaporador e entra no compressor como um gás frio a baixa pressão e sai como um gás aquecido a alta pressão, passando, em seguida, pelo condensador, onde é resfriado pela água de condensação até se condensar, retornando ao receptor como líquido. No fim do processo, a água de condensação é bombeada para a torre de resfriamento.

    Características e vantagens
    Os chillers têm a potência medida em toneladas de refrigeração (TR), com os mais usuais variando de 5 a 5.000TR e sendo capazes de trabalhar com uma grande variação de temperatura, podendo até ser negativa quando utilizados aditivos. Cada TR equivale à 12.000 BTUs.

    Os equipamentos são muito flexíveis quanto à instalação, mas são de grande porte e necessitam de transporte especializado. Sua estrutura é feita de chapa de aço quimicamente tratada, pintura eletrostática com pó epóxi e peças internas de chapa de aço galvanizada.

    Uma das grandes vantagens dos chillers é que, apesar de funcionar à eletricidade, o seu consumo é extremamente baixo; gerando um ótimo custo-benefício. Além disso, os aparelhos são eficientes e possuem grande durabilidade

    Estes aparelhos têm um fator em comum: todos pertencem ao mesmo tipo de sistema. Os equipamentos da família dos splits são divididos em duas unidades (interna e externa) porém, na prática eles apresentam diferenças nas suas características operacionais. Vamos às explicações:

    Splitão com duas opções de condensadoras. Ele é um aparelho de ar-condicionado com características mais pesadas. Composto por uma unidade externa e duas ou mais internas, a condensadora pode ter diferentes tamanhos que varia conforme a carga térmica do sistema. Esta pode ficar em locais abertos ou então em uma casa de máquinas.

    Também pode ser chamado ar-condicionado Built-in ou dutado, pois na grande maioria dos casos, as unidades internas ficam embutidas dentro de forros, dutos, armários ou sancas de gesso. A estrutura que receberá as unidades interna e externa, sejam elas quais forem, são pré-estabelecidas pelo projeto de climatização, item obrigatório para a instalação deste tipo de equipamento. Hoje, é possível encontrar splitões sem dutos, instalados diretamente nos cômodos. Os dutos são considerados dispositivos que aumentam a eficiência do sistema, pois concentram a vazão do ar condicionado.

    Split Hi-wall (evaporadora com tamanho tradicional)O splitão é um aparelho que possui alta vazão de ar e, geralmente, é indicado para ambientes comerciais, entretanto, é possível encontrá-lo em residências. Quem tem um aparelho deste porte deve estar sempre atento à limpeza dos dutos.

    O VRF (VRV) é um sistema de expansão direta onde o fluxo de gás refrigerante é Variável. Usado há mais de 20 anos, sua sigla significa volume de refrigerante variável” ou também pode ser chamado de Sistemas VRF (do inglês variable refrigerant flow). As instalações deste sistema necessitam de alguns aspectos criteriosos, tais como: ar condicionado multisplit, elaboração de um projeto de climatização assinado por um engenheiro e necessita de manutenção especializada. A utilização do VRV traz redução no consumo de energia e também proporciona uma melhor relação com o meio ambiente, pois o VRV não prejudica a camada de ozônio. Então, confira abaixo a entrevista.

    Quais os benefícios do uso do VRV?
    VRV (Variable Refrigerant Volume) traz economia de energia, maior conforto ao usuário e facilidade de operação e manutenção. Este sistema inteligente de ar condicionado tem uma unidade externa (Condensadora) que permite o controle individual de várias unidades internas (Evaporadoras). Além disso, seus fluídos refrigerantes são ecológicos, sem a utilização de cloro, por isto o VRV não agride a camada de ozônio do planeta.

    Quais mudanças esta invenção trouxe para a climatização artificial?
    A grande característica do VRV é a variação da velocidade do compressor, ou seja, é como se você, usuário, tivesse um acelerador para resfriar mais ou menos conforme o seu gosto. A eletrônica embarcada nos sistemas VRV faz uso da eletrônica de cada unidade evaporadora e condensadora. Esta tecnologia possibilita que o sistema central de controle otimize a operação do sistema, adequando a produção de frio ou calor e suas distribuição para os diversos ambientes, o que reduz o consumo do sistema em cargas parciais.

    Solicite Orçamento para Manutenção, Instalação e Venda para Sistemas VRF.

    Há quanto tempo esta tecnologia foi desenvolvida?

    A DAIKIN desenvolveu o primeiro VRV em 1982 no Japão. Deste então, este sistema revolucionou o mercado de condicionamento de ar e ainda hoje é o mais difundido no planeta. Koji Kanaoka, o engenheiro da DAIKIN que integra a equipe que projetou o VRV, conta que levou três anos até desenvolver o inversor VRV. Para Kanaoka, a característica mais revolucionária do VRV é o controle do compressor, que permitiu o livre controle do fluxo do refrigerante.

    Quais as novidades acerca do VRV?
    VRV-WIII usa a água para refrigeração e como sua fonte de calor. É ideal para edifícios altos porque o sistema pode tolerar a pressão da água de até 1,96 MPa. Neste exclusivo sistema, a água é canalizada de uma torre de refrigeração ou caldeira à VRV-WIII e após a troca de calor, o refrigerante é canalizado a partir do VRV-WIII a cada unidade interna.

    A adoção de um trocador de calor da água e a otimização do circuito de controle do refrigerante resultaram em um equipamento leve e compacto. É possível fazer sua instalação em edifícios com espaço limitado, ou onde não há espaço disponível para as unidades externas.

    VRV-IIIS é o sistema de condicionamento de ar ideal para edifícios pequenos. É altamente econômico em espaço, caracterizado por unidades externas estreitas e compactas.

    Para atender à variedade de ambientes encontrados em pequenos escritórios e em lojas, o sistema VRV III-S oferece uma larga escala de unidades internas e externas, com diferentes tamanhos. Até nove unidades internas podem ser conectadas a uma única unidade externa

    Aqui no site nós já falamos sobre os splits hi-wall, window split, duto, multisplit…Nesse post vamos falar sobre o Split Cassete, modelo de ar-condicionado que possui até quatro vias para a saída do ar e pode ser instalado no teto ou no forro.

    Quando é indicado?
    O cassete é indicado para ambientes de médio porte, residenciais ou comerciais. Pode ser encontrado, principalmente, em salas de aula em universidades, bancos, escritórios, salões de festas, etc. Clique aqui e compare preços de splits cassete.

    Vantagens
    Uma das principais vantagens desse tipo de split é que ele fica embutido no teto, sem contar que é possível controlar o fluxo de ar em cada aleta, individualmente (dependendo do fabricante). É possível encontrar, no mercado brasileiro, cassetes com capacidadede 18.000 BTUs, 24.000 BTUs, 30.000 BTUs, 36.000 BTUs, 41.000 BTUs, 48.000 BTUs, 51.000 BTUs e 60.000 BTUs. Praticamente todos os principais fabricantes de ar-condicionado possuem modelos de split cassete.

    Mais vantagens do split cassete:

    • discrição: modelo embutido, com design que pouco aparece
    • filtros antipoeira e antibactérias
    • direcionadores de ar que podem ser controlados individualmente
    • melhor distribuição de ar
    • modelo quente e frio
    • 220V
    • modelos com duas ou quatro vias, mais comum em lojas de ar-condicionado

    O ar-condicionado do tipo Split Hi-Wall é um split que permite a instalação na parede, por isso ele também é chamado de “parede”. É o tipo mais comum de split, podendo ser encontrado, principalmente, em residências e em estabelecimentos comerciais de pequeno porte.

    Design
    Os Splits Hi-Wall estão cada vez mais bonitos, com design elegante, painel espelhado, coloridos, com adesivos decorativos e evaporadoras menores. Além de mais bonitos, os splits Hi-Wall estão também mais baratos. Clique aqui e pesquise preços de splits Hi-Wall.

    Instalação
    O split Hi-Wall pode ser instalado próximo ao teto, a uma distância entre 15 e 30 cm, o que não é uma regra. A distância da tubulação entre as unidades interna e externa vai depender de cada fabricante, assim como o desnível máximo entre essas duas unidades.

    Em relação ao modelo janela, o Hi-Wall tem o custo de instalação mais elevado, pois é necessário fazer buracos na parede para a passagem da tubulação, e é preciso também fixar bases na parede externa da casa onde ficará a unidade externa.

    Solicite Orçamento para Manutenção, Instalação e Venda para Split Hi-Wall.

    Características dos aparelhos Hi-Wall:

    Obs: Nem todos os modelos possuem as características listadas abaixo. Consulte o fabricante ou o vendedor.

    • Disponível nas capacidades 7.000, 7.500, 8.500, 9.ooo, 12.000, 18.000, 22.000 e 30.000 BTUs
    • Selo Procel de economia
    • Filtragem de ar
    • Controle remoto
    • Display digital
    • Ciclo reverso quente/frio
    • Tecnologia Inverter

    O ar condicionado Window Split é uma mistura de ar condicionado janela e o tradicional ar condicionado split, ou seja, você pode ter toda tecnologia de um split instalada na abertura da parede onde são instalados os aparelhos comuns (janeleiros).

    Alguns fabricantes disponibilizam essa inovação em ar condicionado, muito indicado para aquelas pessoas que possuem interesse em instalar um ar condicionado split e que são impedidas por poder comprometer a estrutura da construção ou modificar a estética da fachada.

    O condicionador de ar Window Split é um aparelho Split com a parte externa (condensadora) reduzida e também mais prático e funcional do que os modelos comuns de janela.

    Assim, aparece a maior vantagem do window split: Instalar um aparelho split em espaços já existente na parede.
    Para facilitar, a unidade externa é do mesmo tamanho dos tradicionais modelos de janela (em alguns casos será preciso uma adaptação/alteração no tamanho da abertura na parede) e a unidade interna possui o mesmo padrão dos modelos splits: sistema de filtragem, controle remoto sem fio, etc. (confira as fotos logo a baixo).

    O valor de um window split é um pouco maior comparando com o split tradicional por apresentar melhor tecnologia e redução do tamanho da condensadora.

    Características dos aparelhos window split:

    Nem todos os modelos possuem as características listadas abaixo.

    • Disponível nas potencias de 7000btus a 12000btus em ciclo frio e quente e frio.
    • Controle remoto.
    • Bio filtro.
    • Compressor rotativo.
    • Condensadora anti-corrosão.
    • Controle de vazão do ar.
    • Fácil conexão elétrica.
    • Modo Swing.
    • Modo sleep.
    • Aletas direcionáveis.
    • Condensadora anti-corrosão.
    • Desumidicador.
    • Ventiladores eficientes e silenciosos.
    • Auto diagnostico.
    • Auto reinicialização.
    • Painel led.
    • Ótima filtragem.
    • Menor consumo de energia.

    Resumo sobre ar condicionado Window Split:

    • A unidade externa é do mesmo tamanho dos tradicionais modelos de janela
    • A unidade interna segue o mesmo padrão dos modelos splits
    • São mais silenciosos quando comparado com os janeleiros
    • Podem ser instalados em espaços já existentes
    • Possuem controle remoto.

    NOSSOS CLIENTES

    Cadastre-se!

    E fique informado sobre todas as nossas novidades e ofertas!